Ementas

ementa

Ajude-nos a ajudar!

ajudenos

Instruções

transbanc

Pesquisar

Como Niels Fischer viu e sentiu o Casal Popular da Damaia

|

image001No mês de Outubro de 2010, convidámos Niels Fischer a visitar o Casal Popular. Mostrámos-lhe a Associação, os espaços, as actividades…

Pedimos ao designer que nos fizesse um “boneco”, uma imagem que pudesse simbolizar o Casal Popular da Damaia, para a podermos usar como logótipo da Associação.

Com um sorriso misterioso, aceitou o desafio e, passado uma semana, apresentou-nos, um projecto, acompanhado de um texto, que nos levou à comoção. De facto, o génio de Niels Fischer traduziu numa imagem aparentemente simples, toda a dimensão do Casal Popular: a pessoa humana na sua diversidade a dominar as atenções, envolta numa nuvem de sonho e poesia, que são as diversas actividades da Associação.

 

image002 

Casal Popular

Homem e mulher, criança, jovem, adulto, idoso,

todos são parte da figura humana,

e das actividades do Casal Popular da Damaia.

O exemplo de actividades vem do fantástico – as Borboletas sugerem a presença dos minúsculos Elfos,

que são seres que vêm da natureza e nela vivem;

eles são infantis e brincalhões, as suas casas são as flores, baloiçam nas gotas de orvalho,

voam nas borboletas e dançam nas sementes dos cardos quando levados pelo vento.

Sabem dançar, cantar, fazer teatro, vertir-se elegantemente

e produzir maravilhosas obras de arte de teias de aranha, de orvalho e do brilho do luar.

Os Elfos são seres tímidos, sensíveis, inocentes e

nobres de espírito;

eles são invisíveis para o comum dos mortais que só, excepcionalmente, os vêem.

Eles vêem tudo e

sabem vingar as maldades dos seres humanos.

A Niels Fischer, pelo seu talento, a sua generosidade, o seu humanismo, a nossa mais profunda e sentida gratidão.

image004Niels Fischer

 “… um homem de uma grandeza fora do comum e de uma bondade inigualável, que, não sendo português, se apaixonou em Portugal e se apaixonou por Portugal.

Esse homem inigualável é Niels Fischer, que tem divulgado Andersen de norte a sul de Portugal e também nas ilhas.

O seu encanto natural, a sua coragem e vitalidade; o seu amor a Andersen, em particular, à arte, em geral, e ao ensino humanista; o seu propósito de estar connosco e com outros meninos e meninas, jovens, pais, educadores, professores, tornam-no, a nossos olhos, muito especial.

Rudolf Steiner, um pedagogo austríaco, afirmou que «A nossa mais elevada tarefa deve ser a de formar seres humanos livres que sejam capazes de, por si mesmos, encontrar um propósito e uma direcção para as suas vidas.» Também Niels Fischer nos faz sentir que é assim!

Estas palavras foram ditas por  Natália Augusto, numa homenagem a Niel Fischer  no Fórum Cultural de Alcochete em 19 de Janeiro de 2008. Veja o texto completo no blogo: http://nathaliearmindo.blogspot.com/2008/01/homenagem-niels-fischer.html  

image006Se tiver oportunidade, visite a exposição que Niels Fischer vem divulgando por todo o País, sobre a vida e obra de Hans Christian Andersen - o escritor dinamarquês (1805 – 1875) que ficou imortalizado através da sua obra literária, em especial, dos seus contos infantis, que todos conhecem: O Patinho Feio, O Valente Soldadinho de Chumbo, A Princesa e a Ervilha, O Homem de Neve, A Pequena Sereia, entre outros.

 

image010“A divulgação da obra deste escritor é o objectivo único desta exposição, generosa e sem fins lucrativos, onde poderão ser visionados quadros e peças de cerâmica de artistas plásticos portugueses, peças de joalharia e medalhística, assim como livros ilustrados e recortes de papel que compõem a obra deste ilustre artista.

image008

Esta exposição apresentada em várias regiões do País: Coimbra, Sintra, Castelo Branco, Lisboa, incluindo a Biblioteca Nacional e o Centro Cultural de Belém, foi visitada por mais de 45 mil pessoas, para além de ter criado toda uma envolvência com instituições educativas e culturais...”

 (Funchal 500 Anos -  Secretaria Regional de Educação / Câmara Municipal do Funchal)

Para as crianças de todas as idades que queiram conhecer ou revisitar as histórias de Andersen, recomendamos a visita ao sítio na internet:   http://nonio.eses.pt/contos/andersen.htm